CÂMARA DE VIANA CONTINUA A FAZER AJUSTES DIRETOS DUVIDOSOS

Empresários de Viana esquecidos pela Autarquia 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo continua a recorrer, mais uma vez, à subcontratação de serviços, sem concurso público, desta feita por não ter capacidade técnica para apoiar na instalação da empresa BorgWarner, no Parque Empresarial de Lanheses. Por despacho do presidente, contratou uma sociedade de imediação imobiliária, por ajuste direto, para assessoria técnica. São cerca de duas dezenas de técnicos, da área, a trabalhar no Município e dezenas de gabinetes da especialidade, em Viana do Castelo, disponíveis para executar este trabalho e, outra vez, esquecidos pelo executivo da Autarquia local. 

Numa altura em que o emprego escasseia, não só a nível nacional como, sobretudo, a nível do concelho e do distrito, a Câmara Municipal de Viana do Castelo continua a fazer subcontratações com empresas exteriores ao distrito, subcontratações estas que, para muitos, se tornam duvidosas. 

A fábrica norte-americana, Borgwarner, vai deslocalizar-se de Valença para Lanheses, deslocalizando assim a empresa e os seus funcionários. Poderá dar origem a mais emprego, mas é muito difícil. 

O PSD de Viana do Castelo repudia esta e outras atitudes eleitoralistas do atual presidente da Câmara de Viana. 

É urgente valorizar e aproveitar os meios técnicos e humanos disponíveis no Município para conseguir dar resposta e apoiar os pedidos que chegam à Câmara, bem como aproveitar a mão-de-obra disponível no concelho, que em muito, contribuiria para o desenvolvimento económico da cidade. 

A campanha do ‘vale tudo’ para ampliar o leque de seguidores socialistas em Viana é uma total falta de consideração e desrespeito pela população.